Vestígios

domingo, 7 de junho de 2009

De todos os sentidos.

.
"Transfere pro meu corpo, seus sentidos, pra eu sentir, a sua dor, os seus gemidos" *

Não se importe se eu sentar ao seu lado. E, mesmo que não queiras, irei ficar. Te peço um favor: não tire a venda que colocarei agora sobre seus olhos. Foi essa minha intenção: Deixar-te às cegas. Te tirar um sentido, para que experimente os outros. Se tudo o que vê, lhe é motivo para não acreditar nas anotações 'sonhadas', borradas em meio às minhas lágrimas, te dou a escuridão de presente. Mas não a sua: te deixo a minha. Posso ter enfrentado algumas turbulências, mas nunca deixei que vento nenhum me derrubasse no deságue do meu choro. Você diz que chorar é para os fracos - e talvez eu seja fraca. Por isso, teu mar sempre esteve mais sombrio que o meu, se perdendo no meio dessa tuas falsas afirmações. Sim, entendo que você não faz por querer. Eu sei, simplesmente. Não te culpo, nem a mim, nem a ninguém. Então vou chegando aos poucos, não forço sua porta, nem peço passagem proibida. Eu acredito em você, naquele que me sorri gratuitamente. E deixo passar despercebido aquele mesmo que se diz intocável.
.
Sinta: Sou eu a te tocar.
Pra acordar a sensiblidade, te descrevo em baile.
Esqueça sua visão, já turvei a minha.
Te sinto com os dedos, te faço desenhos.
Formas livres, coloridas. Pra encaixe – perfeito,
deixo minhas digitais em ti, e te levo comigo.
Escute: Batidas fortes. Não sei se é meu coração, ou o seu.
Um pout-pourri de nós dois,
que retumbam essas notas mútuas, mesmo em desafino.
E ainda misturam-se ao barulho de vidro quebrado,
da garrafa de vinho que deixamos cair,
em meio a urgência desse mais querer meu.
Inspire: Com força. A brisa penetra cada poro,
e difunde o calor de nossas peles.
Vou transformar em perfume, e com um conta gotas,
guardar em frascos transparentes. Pra você olhar além,
e nunca esquecer do nosso cheiro de acquamores, impregnado.
Prove: Toda a doçura que lhe foi entregue.
Os sabores mais amargos só ficaram como medida de comparação:
Pro doce te ser cada vez mais tentador,
e que dele não tenhas como recusar.
A mesa foi feita posta para dois, e nela, todo o carinho está.
.
Entenda que estou aqui te fechando os olhos, pra que esqueça, nem que seja por um momento, que a vida é mais do que se apresenta. Ela pode ser sentida em verso e prosa, em lágrimas e risos, de frente e de trás. Numa rosa de ventos, você escolhe a direção, porque você é o caminho. E sobre aquilo que conhecemos não precisamos de mapas, nem guias. Está em você. E tem todos os sentidos, e motivos, pra exigir mais dela. Pode abrir os olhos, te tirei a venda. E agora veja: - Todos os sorrisos que a vida te traz. E eu nunca canso de sorrir.
Sinta(me), escute(me), veja(me), prove(me), olhe(me).

Com todos os seus sentidos, AME (me).
Tamires Lima.

*Zélia Duncan e Christian Oyens - Sentidos

25 comentários:

eu, vanessa. disse...

Nossa. Perdi todas as palavras que pensei que poderiam ser ditas. Melhor que falar, eu senti.


Lindo como sempre. E muito obrigada pelo carinho deixado no meu blog; me alegra o coração.


Beeeijão bonita
:*

Nanda disse...

Tam...

saudades daqui...
Que delicia de post...
Sentir... apenas... não há nada melhor...
Tua descriçao perfeita...

Amei!!!!

bjs no coraçao

Jorjão disse...

Sem palavras, como vc consegue escrever palavras tão impactantes?
Vc é genial... parabens!
Bjs e obrigado por vc estar de alguma forma na minha vida

Glau Ribeiro disse...

Eu quero mandar, pode? Será que posso endereçar esse texto? Será que posso ser cupido e mandar pra quem realmente deveria engolir todas essas palavras?

Esse aí tá na prateleira dos favoritos, Xu. Com TODA certeza! Foi lindo demais. Acho que porque sei do contexto, porque sei das vendas e dos escuros. E sei que você tem entrado de mansinho, toda mineira, tomando seu lugar, ocupando o espaço e iluminando todos os cantinhos. Eu sei que tá. Eu sei.

"Entenda que estou aqui te fechando os olhos, pra que esqueça, nem que seja por um momento, que a vida é mais do que se apresenta. Ela pode ser sentida em verso e prosa, em lágrimas e risos, de frente e de trás." - Peguei, tá? E faço remendo pra mim. Pra aprender junto.

Beeejo!

Paloma Flores disse...

Tão lindo que nem consigo escrever nada pra comentar agora.
Muito bonito mesmo. Adorei a ideia. Criativa.

R.Vinicius disse...

Resta-me aplaudir. Quero mais. Logo que o tempo me permitir venho conhecer melhor as tuas linhas.

Abraço,

R.Vinicius

Jaya disse...

A mesma coisa que Glau pegou pra ela, eu peguei pra mim. Rs.

De olhos fechados, os sonhos viram as curvas das pálpebras e deslizam pela gente, inteira. Depois, no abrir, só brilho enfeita, Tami.

Por isso teu texto é lindo. Singelo. Doce. E urgente.

Beijos, frô. Muitos beijos!

Srta. Festa disse...

Saudades daqui, lindo post como sempre...

Bjos moça ^^

D.Ramírez disse...

Me lembrou o significado do brinde.
pq brindamos tocando uma taça na outra?
Para usarmos todos os nossos sentidos.Paladar, olhar e cheiro o timtim do escutar.
Um brinde.

besos

Aline Aguayo disse...

Que LINDO!!!
Tipo assim... lê a alma né?
Linda você!

Beeeijo e bom feriado!

Tempestade disse...

Lindo!
Precisamos apenas sentir, sem explicações...
Beijos Tempestuosos!

meus instantes e momentos disse...

saudades de vc . Um feliz dia dos namorados.
Beijos em ti.
maurizio

Thiago Assis disse...

acredito que o narrador do post (a primeira parte) possa ser tanto o amor quanto a tristeza
vai depender do melhor caimento de um ou de outro para cada leitor...

Já a partir da intensidade da poesia intercalada mostra toda a explosao de sentimentos que é escrita de uma maneira unica por ti ^^


www.thiagogaru.blogspot.com

Larissa disse...

Linda, deixei um selo pra tu lá no blog! :****

Larissa disse...

Ah, texto foda! :)

Glau Ribeiro disse...

Saudaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaade.

Junkie careta disse...

Homens...nós somos mesmo uma raça de idiotas...
Espero que ele fuja à regra baby e se entrega à clarividente cegueira de amar.Vc é rara.

Bjo

P.S. Esse amor tá fazendo tão bem pro teu texto... Vc tá tão mais intensa.

Monday disse...

Lobos somem por algum tempo, mas é só ausência física ... eles sempre voltam, Chapeuzinho ... principalmente Lobobos, que de bobos nada têm, que se vão por alguns dias, mas depois sempre aqui vêm ...

bjks

Hermilaine disse...

Passei pra conhecer seu blog.tá muito bom,parabens!
Se quiser me conhecer,vou adorar receber sua visita(amo comentários e que me sigam,é claro...kkkkkkk)Beijão!
www.coisasdelane.blogspot.com

Glau Ribeiro disse...

Tá na hora de atualizar né, Xuuu?

Aline Aguayo disse...

Acho que já umas 257 vezes...
juro!
tipo, comer fondue com o namorado!

Thiago Assis disse...

claro que perdoo, alias nem precisa se desculpar. ^^

comece por ele sim, "Leite derramado" é melhor que "Budapeste", que terminei de ler ontem ^^
Acho que é pq Leite é muito bom, e Budapeste é só bom ^^
uhauhauhuhauhauhauhuhauhauh


www.thiagogaru.blogspot.com

meus instantes e momentos disse...

até te reler é bom, gosto daqui.
Beijos.
Maurizio

Glau Ribeiro disse...

Outro post eu deletei, Xu.

Foi assim: escrevi, postei. Dia seguinte reli, detestei e deletei.

hahaha.

Saudaaaade!

Bejo!

Glau Ribeiro disse...

Outro post eu deletei, Xu.

Foi assim: escrevi, postei. Dia seguinte reli, detestei e deletei.

hahaha.

Saudaaaade!

Bejo!