Vestígios

sábado, 11 de abril de 2009

Sedução nua.

.
.
Olhar vaga pela noite. Incansavelmente. Penumbra se faz, e a cada momento retumbam notas de um ecoar falho, que negam-me respostas. Culpe-me, xingue-me, ame-me! Vontade minha é de sair estilhaçando teus vidros, derrubar teus muros. Escalar tuas cordas e te atingir no ápice. Te simular hipocrisias, e me fazer de megera domada. Lembre-se: Meu papel é de rosa, mas tuas brigas de cravo nunca me deixam despedaçada. Amarras se soltam e não mais me prendem nesta cama, na qual me deixastes em brasa e saiu em busca de qualquer justificativa que me faça descer como lâmina afiada por entre teus medos latentes.
.
Minhas armas, te disse, são simples: Armas de sedução. E pago minha promessa de fazer outro Strip-Tease
. Meu jogo com você é limpo. Com todas as cartas derramadas e sem truques na manga. Derrubo peça por peça. Ponho-me na frente dos teus coringas e te deixo fazer outro xeque-mate. Você venceu!, grito. Porém, aceite minhas metáforas, e não produza antíteses a elas. Vista-se de cavalheiro ‘não-errante’, e me atire em lugar florido, regado a vinhos e ao sabor de chocolates.
.
Aqui! Janela está aberta, e não precisa entrar correndo. Saia desse esconderijo, e te deixo vir sorrateiramente, do jeito que sei que gostas. E porque assim, prefiro: Jogo silencioso, em olhares que se pronunciam. Sedução em confronto com a racionalidade: Executar comandos de moça prendada, ou de mulher experiente, ainda não sei. ‘Qual teu fetiche? Aperte o play e assista de camarote minha apresentação. Pode ser a última. Ela reveste-se dos meus anseios de realidade ser. E no fundo, eu sei que é. Porque a mutualidade permanece, e talvez você esteja ansioso em iniciar outra rodada: Berros teus pra serem sufocados com beijos meus. Típico, seu truque. E eu sempre caio, porque recuso-me a ficar fora desse jogo que se faz em braile desgovernado.
.
Esparrame-se na cama e deixe-se seduzir, por mim. Sinta o cheiro que espalha, a pele que toca, o amor que se faz chama. Sinta! Deixe que eu dispa suas armaduras, e mande teus medos pra longe: Aqui é o céu, então mande-os pra o inferno. Entregue-se, busque-se em mim. Deixe-me sentir como extensão sua, e faça-se inteiramente meu. E você é, eu sei. Não sou boa perdedora e entrei nesse jogo pra ganhar. E fiz exército completo de armas fatais pra que não tenhas como resistir. E no fim, daqui deste palco, percebo no teu semblante oculto, a sombra de um riso, e nem tão cínico assim ele foi: Talvez você tenha me deixado ganhar. Talvez você quisesse isso, pra se fazer de vítima e deixar-me abrir mão de barganhas que você desejava.
.
Sim, você queria ser seduzido. Então sorrio, daqui, faceira: Porque no placar desse jogo fica expresso único resultado possível, nessa guerra de egos:

Empate.
De seduções.
.
(Tamires Lima)
'Noite e dia se completam, no nosso amor e ódio eterno.
Eu te imagino, eu te conserto, eu faço a cena que eu quiser.
Eu tiro a roupa pra você, minha maior ficção de amor.
E eu te recriei só pro meu prazer,
Só pro meu prazer
.'
[Leoni/ Fabiana Kherlakian]

14 comentários:

Thiago Assis disse...

você uniu duas coisas q eu admiro bastante: a real natureza humana (algo até naturalista) e figuras de linguagem *.*


www.thiagogaru.blogspot.com

gabyshiffer disse...

Muito bom vir aqui
obrigada pela visita no meu
Boa Páscoa atrasada...
Boa semana
Beijos na alma!

Anderson disse...

Oi Tamires.
Senti a sua ausência no blog, pois nunca mais tinha comentando. [Já sei, problemas no Pc.] [rsrsr]
Espero que consiga encontrar a tal Sandália nesta cor, pois ficará belíssima em seus Pés.
Até breve.
Beijos.

Glau Ribeiro disse...

1º - que lindo que tá seu canto, florzinha minha! ficou simplesmente lindo. delicaaado, que só vc!

2° - eu juro que tô ficando sem palavras. seus textos vão melhor com meu silêncio do que com minhas repetições. porque tá lindo demais. envolvente. quente. me prende de um jeito que eu nem fico querendo me soltar. mas ficar repetindo sempre a mesma coisa, também não tem sabor. prefiro ler e ficar com as palavras dentro de mim.

você tá cada dia fazendo mais bonito, Xu. desenhando cenas de cinema, e amores mais que envolventes... reais!

amo vc, trenzim lindo meu.

manzas disse...

Desperto encostado á escura noite
Na velha e dura calçada do relento…
Na cama onde a chuva é açoite,
Agasalho-me com lençóis feitos de vento!

Grato sempre pela
Bem-vinda visita
E comentário!
Uma boa semana,
No abrigo da paz
E do amor!

O eterno abraço…

-MANZAS-

Glau Ribeiro disse...

Presente pra você lá no Cotidiano, Xu!

p.s.: ler pela segunda vez, é ainda mais envolvente. ai ai.. suspiro!

;)

Anônimo disse...

Que lindo!!!!!
Quando quero suspirar leio seus poemas!

Bjos!!
Thais

Charlotte disse...

aaahh a sedução...
sempre, essa arma infalível que nós mulheres possuimos.
Ainda não conheci um só homem que resistisse a um joguete pautado no desejo...

lindo texto!

beijos flor!

Byers disse...

Perigosa vc hein ! uau. rs

Gostei principalmente do final que fala da guerra de egos, realmente, não é curioso como no processo de sedução lidamos constantemente com o nosso ego?


Visão muito bem colocada!

ah sim o e-mail:


binho_byers@hotmail.com

Pode ser o hotmail msm...rs

Ah eu não esqueci daqueles blogs!
No e-mail de resposta eu te repasso os links daqueles que eu achei interessante.


Bjos.

O Profeta disse...

Um beijo na tua procura
Um coração cheio de formosura
Uma paixão envolta na palavra feliz
Este orvalho feito da água mais pura

Nascido da alma de um deus
Solto dos olhos, derramados num céu de mágoas
Um anjo distraído caiu na terra
Uma Lagoa acolheu-o nas suas águas



Boa semana


Mágico beijo

Marcos Campos disse...

Olá Tamires!!
Valeu pela visita!!
Gostei dos seus textos, voltarei por aqui...
Bj

Jean Grey disse...

Tamiiiiiiiii.....linda
Sedutora, envolvente e apaixonada...aliás o que seria da sedução sem uma louca paixão ardente...

Meus aplausos para essa mulher sedutora ...arrasou.

Você escreve maravilhosamente bem...

bjus com carinho
da tamy xara.

Thiago Assis disse...

correr é mesmo muito bom e em contato com a natureza é ainda melhor ^^

e pode me chamar de Thi mesmo , Tamis (desculpa a intimidade^^), a maioria das minhas amigas me chamam assim e não reclamo. =]


www.thiagogaru.blogspot.com

Gabriel Ilário Lopes disse...

onde eu acho uma mulher assim, como essa do texto? quero uma pra mim..rs beijo, moça bonita do meu coração