Vestígios

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Pra pedir bis.


-Um sorriso meu, de volta, pra você
.
Ao ouvir minha voz, sorria.
Canto para ti... faceira.

Pra fazer-te rir da vida.

Esquecer mágoas,

Enxugar tuas lágrimas.
Levar-te a alma,
Comigo, ao banco dos réus.

-Então me leve, se tiver que ir...

Menina de sonhos?
Ou sonhos de menina?
Mulher de verdade, talvez.
Que novamente, canta.
E sai ao vento,
Mesmo em desencantos.

Chamando, implorando.


- Me leve, se não for ficar...

De madrugada, finja.
Aceito essa ilusão.
Nem quero ser menina.

Mas, querida por ti, me faço em vão.
Ouço-me em sôfregos suspiros,
De paixão, nada serena.

- Deixe a porta aberta...

E te guiando, eu vou.

Em busca do céu de espasmos e cores,
Que um dia você me falou.
Lembra?

Foi quando a luz se tornou escuridão,
E apenas meu riso pode te guiar.

- Meu canto tem a chave...

E de novo, vou repetir a fórmula.
Com luares e doces notas,
Pintadas em toques de ousadia.
Serenatas a me acompanhar,

Com gotas de luz, a banhar.

- Teu sorriso me guia...

Para,

Sorrateiramente voltar.
E assim, eu sei que você vem.
Um retrocesso que vi,
Por, mais uma vez, te olhar.


- Eu olhei, e sorri: Você voltou.

-De onde nunca quis sair.
E eu te amei, ainda mais.
Por recomeçar.

Tamires
.

"Olha aqui,preste atenção.Essa é a nossa canção,vou cantá-la seja aonde for,
para nunca esquecer o nosso amor.Veja bem, foi você a razão e o porquê.
De nascer esta canção assim.Pois você é o amor que existe em mim."
[Nossa Canção, Vanessa da Mata. By Luiz Ayrão]

15 comentários:

Mr. Ziggy disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mr. Ziggy disse...

Dei uma escapolida aqui no estágio e fui no Pesar. Aí tinha você lá. Aí eu vim. Aí eu li. Aí (de novo) que eu gostei e quero ler mais outras vezes pra digerir com calma e comentar à altura. Porque foi lindimais!

E que essa canção seja cantada por aí, ecoando feito o ressoar de um belo recomeço. Daqueles revigorados, perfumados e bons. Feito verso despetalado. Feito prazer reticente. Beijo!

Jaya disse...

Tami,

Tua poesia, assim, que vai saindo como sendo em notas, já é uma canção por si só. A música sai de você. Em versos. E toca aqui, pra mim.

Coisamarlindanavidatodatodinha é ser poesia. E você? Você é!

Besos, flor.

Monday disse...

Oi,Ta

óia eu por aqui tb ... rsss

que poeminha mais gostoso de se ler, parecia dueto de violão em tarde de roda de amigos ...

ah, quando eu crescer, vou querer ter uma poetisa assim pra mim ...

Késia Maximiano disse...

Q palavras doces...
Amei!!!

Carolina Diniz disse...

Não acredito que não consigo acompanhar teu blog...

Adorei
Bjs

Átila Siqueira. disse...

Ai Tamires, minha amiga querida, eu não canso de lhe dizer que tu és uma poetisa de mão cheia, e a prova disso está em seus versos doces acima. Sua escrita tem a pureza dos melhores escritores brasileiros, me lembra Cora Coralina e Cecília Meireles. Coisa mais linda e apaixonada são os seus versos.

Eu sinto tanta emoção ao te ler, que não sei direito como comentar seus versos, então, eu me ponho apenas a te aplaudir.

Você, além de ser uma de minhas poetisas preferidas, também é uma amiga muito especial para mim.

Te adoro muito, e te agradeço por todo o seu carinho comigo.

Um grande abraço,
Átila Siqueira.

manzas disse...

O sol acende a tímida luz do dia
E embarco na viagem que nunca faço…
Abraço manhãs no ceio da chuva fria
Desbravo os ventos em trilhos do acaso

Um resto de um bom fim-de-semana
Com muita paz, saúde e muito amor…

O eterno abraço…

-MANZAS-

Carolina Diniz disse...

Ah, agora sim...

Estou acompanhando.

Muito obrigada por retribuir a visita e ter sido tão gentil. Seja muito bem vinda

Beijos e bom domingo.

Carolina Diniz disse...

Ah, agora sim...

Estou acompanhando.

Muito obrigada por retribuir a visita e ter sido tão gentil. Seja muito bem vinda

Beijos e bom domingo.

Glau Ribeiro disse...

Xuxuuuuzinho mais doce dessa minha vida,

Como eu tô com saudade de vc, toda! Como tuas palavras me fazem falta a cada dia que me passa sem vc! Como vc é tudibom assim, hein?

Essas suas palavras? Vieram cantadas pra mim. Com todas as notas musicais que tenho direito. Com todo amor e sorrisos que você emprestou pra música ficar perfeita, assim. O embalo das tuas notas, chega junto com o sorriso quando te leio, Xu!

Notas que ficam cada vez mais lindas. Com cada vez mais felicidade estampada. Sabe que eu sei né? E fico do lado de cá vibrando com o teu sorriso.

Amo, trenzim lindo meu!

Beeijo! =D

Somente EU mesma!!! disse...

Olá Tami...

Eu acho essa canção linda...

Pensei em te perguntar se não quer colocá-la aqui no seu espaço tocando?

Acho que vai ficar show...

Bjs

Janaína

Mr. Ziggy disse...

Tem selos pra ti no Pesar. Bjos!

Mr. Ziggy disse...

Penumbra... Sussurro... Transbordar... Isso evocou uma melodia que veio intuitivamente em sintonia com a poesia do acaso. E eu dancei por dentro. Porque tudo que um homem quer é ter alguém assim, que cante aquilo que a alma poderia traduzir em versos e/ou carinhos. Eu fiquei aqui, debruçado, ouvindo nota por nota, estando bem atento ao compasso dessa toada a dois, que trouxe à tona um refrão impecável, seguido de estrofes que se assemelhavam a um espelho teu que reluziu em mim. Nem pisquei...

E quer saber mais? A retribuição que eu quero é continuar lendo teus versos. Me dou por satisfeito... Beijo meu pra você!
Ziggy

Cadinho RoCo disse...

Entre idas e vindas apuramos o nosso sentir.
Cadinho RoCo