Vestígios

sábado, 11 de outubro de 2008

Ego

Às vezes acho que sou 'muito' egocentrista. É, muito.
Porque, um 'pouco', tenho certeza que já sou.
O meu EU vem aflorando cada vez mais.
O meu sempre é mais dolorido.
Mais necessário...
Mais decepcionante...
Mais emocionante, talvez...
Mais desgastante...
Mais, mais, mais... sempre mais...
Mas, o que vejo como resposta? O menos.
O meu EU em erupção. Explodindo.
Sem respostas pras perguntas...
Sem destino.
Sem volta.
Somente eu... à espera, à procura...
Desencantada.


Trilha do post: Everytime

*Depois que li o que escrevi, vi que pareço muito pessimista. Mas não sou. Apenas estou em uma fase turbulenta. Egocêntrica, e que precisava estravazar. Beijos !

6 comentários:

instantes e momentos disse...

muito bonito, é bom te ler.
Gosto de voltar sempre aqui.
Tenha um belo dia..e inspiração.
Maurizio

Bella disse...

Oi moça!!!Tava passeando pelo blogas e vi o seu, e percebi algo em comum.rsrsrs.
Gostei do seu cantinho, de seus pensamentos, de suas vivências.Até breve

instantes e momentos disse...

voltei, e como não tinha outro post, li tudinho outra vez.
Apareça (tem post novo)
Beijos
Maurizio

Jaya disse...

Thami,

Ah, você me desculpa pelo sumiço? Andava pintando umas coisas do lado de cá, e reformando minhas palavras, também.

Agora que eu tô aqui, li teus versos. E pensei em como isso é natural, sabe? Todo mundo carrega essa lado assim, que você narrou. E uma dose de egocentrismo não faz mal a ninguém! Rs.

Olha, deleta meu o "Deixa eu brincar..." dos teus links. Tô de casa nova. Te espero por lá, então.

Cheirooooo!

Jaya disse...

Ahhhhh, tem prêmio pra mim, ali embaixo. Que coisinha gostosinhaaa! Rs.

Dá aqui um abraço, Thami! Já amei.
:)

Uns beijos nocê.

Glau Ribeiro disse...

Acho que todos nós temos esses momentos, Moça. Tem hora que são até necessários. Se fazem precisos pra repensar nas atitudes, nas oportunidades, e nos caminhos que a gente escolhe.

Lembro da frase de autor que desconheço que diz: "Quanto penso que encontrei todas as respostas, vem a vida e muda todas as perguntas." - Essa é do fundo do baú, mas é verdadeira.

Que graça teria saber todas as respostas? E o friozinho na barriga? E a ansiedade? A expectativa? Escolhas a serem tomadas? Esperas regadas de mãos inquietas...

Beijo!!