Vestígios

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Bem que se quis.

"Todas as cores concordam no escuro." - F. Bacon

Já andei pela rua, corri na calçada, já dancei na areia. Já escrevi desenhos, pintei palavras, já fiz amor. No meu mais, já quis ser menos, e no meu menos, já quis ser mais, numa imensidão maior que eu. Brinquei de pega-pega, de pique-esconde e também de o Mestre mandou. Tive medo de bicicleta, mas desejando uma moto feroz com um vento-sem-limite pra soprar meu rosto. Já fui mais, já fui menos. Já estive mais ou menos. Cansei. Me dê um leão que eu prendo, e um passarinho que eu faço voar.  Já declamei letras de músicas, já musiquei poemas. Quis uma praia no frio, e também um frio pra praia afastar. Quis ser indulgente, atraente, desbocada. E também inocente, porcelana, boneca feita de cristal. Sem açúcar, sem sal. Agridoce. Dos dois lados da moeda, desejei apostar um cara-ou-coroa. Trapacear. Dois lados, num mesmo olhar. Quis um amor, quis dois, talvez mais nenhum. A luz pra iluminar, e escuridão pra não me denunciar. Bem que se quis, assim.

Tamires Lima, com título emprestado da Marisa Monte.

26 comentários:

Vitor Andrade disse...

Ja me encantaria só pelo titulo. Mas o texto me fez ir além. Talvez seja esse o verdadeiro objetivo da arte. Fazer transcender né?
Lindo tudo por aqui. Lindo o titulo da doce Marisa.
Valeu pelo comentário lá no Três na Nossa, e volte sempre por lá.

E que a inspiração nunca nos falte!

Pâmela Marques. disse...

Que doce.
Eu já quis e fiz tantas coisas. E de tudo o que tu falaste eu já experimentei um pouco. Quis demais ser amor, ser amada. Hoje não sei mais.

A Magia da Noite disse...

a vida sempre oscila entre um lado e outro, é talvez entre os dois que se encontre o equilíbrio.

Ju Fuzetto disse...

Que Palavras lindas....

Adorei o texto


Parabéns pelo blog!!!!!

beijão

Maria Fernanda Probst disse...

Tudo que quis ser, fui. E deixei de ser, um dia. Talvez seja sempre assim, estar e não estar. Mudar constantemente, sei lá.

Gostei da maneira com que tu brinca com as palavras, moça.

Beijo doce.

Ricardo Pancho disse...

acho que vivemos a mesma vida em locais semparados... outro dia resolvi andar descalço, mas tava desacostumado... acabei com a sola dele todo... beijao...

Anônimo disse...

Eu quis tudo, Xu! Tudo! E não dei a importância necessária pras coisas vividas.

Eu ando azeda. Chata. Insatisfeita. Inconstante além da medida. E acho que querendo demais.

Quero pra agora. Quero inteiro. Quero desgovernadamente pra ontem. E nem é assim que o mundo gira né? A vida não caminha assim.

"Bem que se quis."

Mas não é sempre como a gente quer. E fiquei pensando nos meus "quereres" depois de te ler, e lembrando de Capital Inicial quando Dinho canta:

"Nem tudo é como você quer
Nem tudo pode ser perfeito
Pode ser fácil se você
Ver o mundo de outro jeito

Se o que é errado ficou certo
As coisas são como elas são
Sua inteligência ficou cega
De tanta informação

Se não faz sentido
Descorde comigo
Não é nada demais
São águas passadas
Escolha outra estrada
E não olhe,
Não olhe pra trás."

Só me falta escolher a estrada.

Obrigada por escrever assim. Me fazendo refletir sobre o meu eu aqui de dentro. =)

Saudades.

Beijos.

Glau

amanda lima disse...

Belíssimo texto, formosas palavras.
Encantou-me, quê mais há de dizer?
:*

monica disse...

Amei o seu texto, com suas expressividades e seu modo de ver a vida, esse agora e o que ele te representa.

ALF disse...

E há milhares de bem que queremos. Milhares de sonhos que desejamos realizar, emoções pra vivenciar, momentos para se emocionar.
Há milhares de coisas que queremos pra depois poder recordar, não deixar de amar. Sempre.

E a gente quer, a gente deseja, a gente faz tudo pra querer, encontrar, sem medida tudo que queremos. E que tudo nos envolva e nos leve À felicidade extrema.

Sempre será assim.
Mas não basta querer, é preciso lutar pra ter.

;)

ps: Ow querida, obrigado pela visita tão carinhosa no meu blog. Espero que já tenha guardado o caminho pra ir pra lá. Será um enorme gosto ter sua presença constante por lá. E só isso já será magnífico pra mim. Não deixa de espalhar seu perfume por lá.

Por aqui estarei sempre.
Não é todo dia que encontro um lugar tão florido e cheio de amor.

Beijos
;)

Jaya disse...

Eu quis igual. Desquis. Requis. Quis de novo. Daí deixei de querer. Pelo menos por enquanto.

Importa é ter cor, né, Tami?

Bora pintar tudo.

Beijo, frô.

André Luiz disse...

a luz tem que ser a ideal. se não, ofusca..

Eu, Thiago Assis disse...

adoro essas auto-definições paradoxais.. vc já deve ter notado isso em alguns dos meus post hehehe

lindo. tudo o que eu gostaria de ter a capacidade de escrever um dia =]

bjo

Jaya disse...

Rá! Vou pegar teu msn com Glau!

Se lascou.

Haha.

Beeeeeeijo, Tamiiiiiiiii!

Aline Aguayo disse...

Ahh, que deliciiaa de texto Tamires!!! Não da vontade que acabe!!
Que saudade de passar por aqui... parece que estive anos fora, a milhas de distancia. Tanta coisa que acontece que a gente perde a direção. Mas, sempre encontra de novo!


beiijo!

Débora. disse...

que palavras *-*

Priscila Boltão disse...

Vc sempre me deixa sem palavras pra comentar, rs.
NEOQEAV

bjus

L. M. disse...

Pô, adorei seu blog! Virei seguidora! =D
Beijo!

Anônimo disse...

Escreve!

Glau

Alexandre Fernandes disse...

Saudade!!

Beijo doce.

jefhcardoso disse...

Olá! Sou Jefhcardoso e sigo o “Quando era pequeno acreditava que podia voar, cresci descobri a música!”, que é do músico poeta Mateus Araujo. Ali encontrei o seu contato no quadro de seguidores e achei que seria uma oportunidade de divulgar o meu http://jefhcardoso.blogspot.com onde publico os meus poemas, crônicas e contos.
Espero não estar incomodando com este convite de divulgação, se acaso desagradar queira desconsiderar, porém, se acaso interessar faça-me uma visita e terei prazer em retribuir.

Abraço: Jefhcardoso.

Jaya Magalhães disse...

Apareceu, heeeeeeeeeeeeeeeein?

Foi tão lindo você lá, me desejando aquele tanto de coisa boa. Se identificando comigo...

Eu sinto tua falta, Tami.

Ó, o msn eu tinha esquecido, mas assim que encontrar a mineira eu te adiciono.

Beijo imenso!

João Moreira disse...

Olá querida,
É maior a vontade de fazer que a memória do que já fiz, quanto mais fazemos mas nos parece que temos muito para fazer, belo….
Feliz Páscoa
Fica bem
Beijos doces

Mateus Araujo disse...

Nossa ow, também já quis tanto
*_*

DEMAIS o texto
(Co)moveu-me
*_*

bjossss linda <3

Aline Aguayo disse...

"Bem que se quis, depois de tuuudo ainda ser feliz..."

Cadê você?

L. M. disse...

Oi Tamires! Tem um presentinho pra você no meu blog! Passa lá quando der! Beijos!