Vestígios

quarta-feira, 6 de maio de 2009

Nos ponteiros.

0..1..2..3..4...

É inerente a nós, meros mortais e aprendizes da vida, a intervenção do tempo.

Ele transita a cada momento. A cada suspiro e a cada impulso desmedido.

Segundo, minuto, hora, dia, mês, ano, século, milênio...

Tempo...Vida...Destino...

Enquanto você pensa na resposta, o tic-tac do relógio continua. Inegavelmente.

Não espera por você. O tempo transcende o espaço.

Como aproveitar esse tempo?

Vivendo como uma borboleta, que em dias, vive várias vidas?

Ou, talvez, quem sabe, como uma tartaruga, que anos, seriam como um piscar de olhos?

...5...6...7...8....9...

O eterno, como sabemos, não existe.

Mas se bem me lembro, há uma passagem, de um lindo poema de Vinicius de Moraes – o Soneto de Fidelidade, que diz o seguinte:

"Que não seja imortal, posto que é chama

Mas que seja infinito enquanto dure"

Então, creio que temos de viver fazendo essa ‘chama’ perdurar.

Dançar conforme a música, sem precisar ter que pisar no pé do parceiro. Esse tal de ‘Tempo’ que deveras nos aflige.

Mas se quiser, pise. Depois reflita. Lembre-se que não podemos voltar atrás. Nem atropelar passagens obrigatórias.

O computador ainda não possui a tecla de atalho ‘Máquina do tempo: Passado, presente e futuro’ e acho que nunca existirá. Mas se existir, dificilmente virá com o comando ‘stop’ ou até mesmo, ‘delete’ disponível. O erro sempre se fará impositor no processo de aprendizagem da vida.

...10 ...11 ...12 ...

O presente se faz necessário. Faça por onde que ele, hoje, lhe construa um passado feliz. E o futuro? Um presente com pensamento atuante...

Mas não deixe o tempo passar por você. O fundamental é que você passe junto com ele: Aproveitando cada momento. Deixando o copo transbordar e bebendo até a última gota de felicidade... Verá, assim, que o tempo é um aliado, e não um inimigo.

E a decisão de escolha passa a ser somente sua... Borboletas ou Tartarugas?

Pense bem!


"Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas,
Que já têm a forma do nosso corpo,
E esquecer os nossos caminhos que nos levam sempre aos
mesmos lugares.
É o tempo da travessia,
E se não ousarmos fazê-la,
Teremos ficado, para sempre,
À margem de nós mesmos." (*)

(Tamires Lima)

(*) Por Fernando Pessoa.

PS: Pessoal,como ando um 'pouco' sem tempo, rs, resolvi [re] publicar esse post de setembro de 2008. E espero voltar a ficar em dia com todos vocês que me visitam por aqui e me arrancam sempre um grande sorriso. Beijos!


15 comentários:

Tempestade disse...

"É o tempo da travessia,
E se não ousarmos fazê-la,
Teremos ficado, para sempre,
À margem de nós mesmos."
Fernando Pessoa

Mais do que verdadeiro!

Saudades também!
Se tiver tempo rs..rs.. pode me escrever no e-mail que está no blog.

Beijos Tempestuosos!

O Profeta disse...

A maresia adormeceu na areia
O mar transformou-se em espelho de água
Uma nuvem mirou-se nele
Verteu uma última gota de mágoa

Este sol que beija a ilha na manhã
Trás um sorriso cheio de mistério
Este verde orvalhado pela bruma da noite
É o tapete de um Deus no seu império


Convido-te a veres o teu mais profundo no “Espelho Mágico”


Doce beijo

D.Ramírez disse...

O tic tac presente na vida de todos e bem escrito e vivido texto.
Espero, mesmo q nao eterno escutar o tic tac e ler sempre vc.
Besos

Manuela disse...

Nesse momento estou terminando de me arrumar pra ir pra faculdade. Mas me dou ao luxo de passar uns minutos na net pq a facul e eu somos praticamente vizinhas! rsrs Mas isso não quer dizer que não tenha uma certa correria, q eu não fique olhando pro relógio min a min.
Meu namorando sabe perfeitamente como eu sou atrapalhada! rsrs É pq de tanto querer fazer tudo ao mesmo tempo acabo não fazendo nada! Acabo deixando de fazer coisas pq "não tenho tempo", mas depois do seu texto acho que já esta na hora de me organizar melhor e cuidar com carinho do meu tempo, fazer dele um aliado e "passar junto com ele"
Adorei!!
Beijos carinhosos ;)

Aline Aguayo disse...

Menina!
Amo esse poema do Fernando.
Nos meus dias tempestuosos atuais, lembro sempre dele.
Adoooorei o texto, e nem precisa dizer o quanto né?!

beeeeijoos!

Gazeta na net disse...

Olá amiga,
Está lindíssimo teu post, sabes sempre achei o tempo muito relativo e enganador, ele prega-nos partidas, sabias que é brincalhão connosco? Embora os ponteiros batam sempre certos, parece que tem momentos que andam mais rápidos que outros, um bom momento quase que termina mal começa, num mau um minuto parece um dia…
Fica bem minha querida
Beijos perfumados

Desejos Aliciantes disse...

Tamires, ficou lindo amiga!
Adorei o texto divino...
Eu procuro viver um dia de cada vez...
aproveitando ao máximo tudo que se apresenta...
amar e ser amada...
dar o bem pra receber também
Que vc tenha uma linda noite
Beijos aliciantes

Larissa disse...

Atualizamos no mesmo dia. Haha! Adorei teu comentário, conheço o poema e a música, mas realmente é difícil conceituar esse tal do amor.. Mas vamos vivendo. Vivendo-o. :)
Me chamou atenção Vinícius aí no meio. Soneto da Fidelidade é um dos mais famosos, mas procure mais coisas dele, não vai se arrepender. Posso indicar o texto "Para uma menina com uma flor", é foda! E o "Monólogo de Orfeu", eu escuto todo dia, me acalma, fico toda zen. Haha

Beijo!

Felipe disse...

Ahhh você sabe... Não é o tempo que durou, e sim a intensidade. O que marcou.

Beijocas

Thiago Assis disse...

nao sei se queria varias vedias em poucos dias, preferia uma só e bem vivida.
até pq a parte do "uma só" eu já tenho, só falta correr atrás do "bem vivida" ^^

geralmente eu nao gosto de exemplos em que o homem e o computador se misturam, mas vc fez isso tao coerentemente que vou olhar com mais atençao qnd ler algo do tipo novamente.

adoro teus comentarios no meu blog *.* e um beijo sem pressa pra vc ^^


www.thiagogaru.blogspot.com

Glau Ribeiro disse...

Eu queria que o tempo parasse, as vezes. Ou que ele voltasse, outras vezes. Hoje eu só queria não ter tido tempo pra nada. E ter aproveitado o tempo pra tudo. Na verdade eu tô confusa, mas acho que queria mesmo era que o dia de hoje nem tivesse letras. Apagar tudo era a minha vontade. Catar a borracha e esquecer que hoje eu acordei. Será que o tempo ajuda, Xu?

Mudando de assunto e esquecendo essas viagens doidas minhas, teu texto mostrou que a gente deve sempre fazer o melhor: agora! Que não é clichê dizer que o amanhã pode ser tarde demais, porque pode mesmo. Então a gente deve aproveitar, SIM SENHORA, as oportunidades diárias que a vida nos dá pra ser feliz. Por isso adoro a frase: "Ser feliz cada dia um pouco mais." Seria a máxima da vida, se dessemos o real valor pras palavras contidas nessa frase né?

Amo você cada dia um pouco mais. =)

Beejo de saudade e morta de curiosidade pra terminar a nossa conversa! hahaha. ;)

Késia Maximiano disse...

Tempo.. Tempo... GRANDE aliado...

Desculpa a demora pra responder, flor... Correria aqui ta grnade..
Beijo enorme...

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Tamires, você tem toda razão, não teve como não sorrir com essa homenagem. Receber carinho é sempre bom, ainda mais quando é da pessoa que a gente ama. Obrigado pelos parabéns, viu!

O tempo, na mesma hora em que passa, vai deixando seu rastro.

Até mais

Jota Cê

André disse...

Oi Tamires...
Que lindo esse texto.
O tempo é algo que ninguém escapa, por isso que temos que aproveitar o tempo da melhor maneira em nossas vidas, não deixar simplesmente o tempo nos levar, mas sim tomarmos as rédeas de nossas vidas e criarmos a nossa Felicidade, e saber que tudo que a gente passa serve pra aprendermos, e temos que aguardar somente aquilo que é bom pra gente, e crescer, sempre crescer...
Obrigado pelo Lindo texto e pela reflexão !
Beijão....

Rabisco disse...

Olá!
Cheguei agora aqui ao teu blog por acaso e fiquei muito contente porque realmente estou a gostar muito do que que estou a ler...
Obrigado!
Vou continuar a seguir!

Beijinhos
=)